Sucesso em Projetos - O Aprendizado conta?

Atualizado: Out 16

O objetivo deste artigo é propor uma análise alternativa ao que comumente se define como sucesso em projetos e discutir as experiências geradas no processo como uma matriz de avaliação.


Muito já foi escrito e há um grande número de definições sobre “sucesso em projetos”. De modo geral, o conceito de sucesso está ligado à execução de escopo com qualidade dentro do tempo e custos planejados; à satisfação do cliente e stakeholders; ao fato de o projeto ter respeitado a cultura da organização e as leis vigentes.


Não discordo desta visão de sucesso, mas, no entanto, a intenção deste artigo é propor uma abordagem que utilize como matriz as experiências geradas e o aprendizado internalizado pelos profissionais e empresas durante a execução de um projeto. Destacar os pequenos avanços e vitórias muitas vezes deixados de lado no dia a dia corporativo. 


Em um país onde o planejamento e a análise estratégica não são práticas recorrentes e o imediatismo nas decisões é comum, a maioria das empresas não foge a regra e imputa a todos os projetos desenvolvidos a obrigação do êxito ou a implicação de culpa e consequências aos envolvidos.


No entanto, a possibilidade de qualquer projeto não ter êxito é sempre alta e empresas inovadoras devem conhecer esse risco e incentivar seus colaboradores a desenvolverem projetos e aprenderem com seu desenvolvimento e resultados.


Para medir o aprendizado organizacional, vários questionamentos (indicadores) podem ser feitos de maneira a construir uma análise clara:


- Novos líderes em projetos foram formados? Novos talentos foram reconhecidos?

- Qual foi o nível de engajamento dos envolvidos? Quais técnicas foram utilizadas para integração do grupo do projeto?

- Houve disseminação de métodos, técnicas e práticas dentro da empresa? As informações em todas as áreas de conhecimento estão sendo registradas corretamente?

- Os recursos disponíveis foram suficientes? Os recursos disponíveis foram bem utilizados?

- Os riscos foram bem dimensionados? Identificados a tempo? Como foram mitigados ou potencializados?


Ao final, o objetivo é ter certeza que houve aprendizado e que este, além de internalizado pelos integrantes do projeto, está devidamente documentado para que outros possam aprender com as experiências anteriores.


O aprendizado, fundamentado na análise, geração de informação e disseminação do conhecimento, deve ser um processo orgânico presente em todo o ciclo de vida do projeto desde o planejamento, execução e conclusão.


Não há dúvida de que a valorização e multiplicação do aprendizado contribuirão para projetos executados com qualidade e com níveis altos de satisfação dos clientes (conceitos tradicionais de sucesso), mas, mais do que isso, transformarão a empresa em um “organismo vivo” que, desenvolvendo projetos com maturidade, evolui constantemente ao longo do tempo.


7 visualizações

© 2020 por Viana de Paula Empreendimentos, Soluções e Resultados

  • Instagram
  • YouTube ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social